Gestação IVL

Gestação e alterações visuais

ALTERAÇÕES VISUAIS RELACIONADAS AOS HORMÔNIOS DA GRAVIDEZ

Durante nove meses, período da gestação, a grávida passa por mudanças emocionais, psicológicas e físicas.
É comum que as alterações do metabolismo, do perfil hormonal e da circulação na mulher grávida, afetem o funcionamento da visão, ocasionando distúrbios temporários ou até mesmo permanentes.
Segundo pesquisas, essas alterações ocorrem devido ao aumento dos níveis de progesterona – hormônio fundamental na gravidez.
Especialistas acreditam que essa “progesterona extra”, necessária para ajudar o progresso do bebê, afete o colágeno da córnea.
Entre os problemas visuais mais comuns nas gestantes, estão:

Síndrome do Olho Seco
Considerado um problema temporário e que tende a desaparecer logo após o nascimento do bebê.
Coceira, vermelhidão, sensação de que há areia ou cisco dentro dos olhos são alguns dos sintomas.
Pode haver intolerância ao uso da lente de contato.

Mudança de grau
As variações hormonais também podem acarretar mudanças refrativas. O aumento da espessura e da curvatura da córnea e o aumento da curvatura do cristalino poderão em alguns casos levar a um desvio refrativo, alterando a graduação dos óculos ou lentes de contato.
A condição geralmente é transitória e volta ao normal de sete a oito meses após o nascimento da criança.

Visão manchada e/ou pontos pretos na imagem
Tanto a visão manchada como a percepção de pontos podem ser sinais de pressão alta durante a gravidez.

Desdobramento do diabetes gestacional
Durante a gestação os níveis glicêmicos podem desregular, podendo levar ao aparecimento de diabetes gestacional ou descontrolar o diabetes preexistente, podendo acelerar o quadro da retinopatia diabética. Por isso, as mulheres com DM que planejam engravidar devem ser alertadas sobre os riscos de piora da retinopatia diabética.